Rodoviários fazem reunião e especulam possibilidade de greve e aumento de tarifa

0
84
Foto: Marco Santos/Diário do Pará

Rodoviários da Grande Belém iniciaram manhã desta sexta-feira (13) a reunião que poderá definir o trânsito de Belém na próxima semana. A catagoria irá discutir uma série de pautas de reivindicação com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Setransbel) e afirma: se não houver acordo, será greve e “catacra livre” em Belém.

A negociação foi marcada para 11h, e tem a intenção de discutir uma série de pontos, como segurança, salário e carga horária. “Por quatro anos, trabalhamos em turnos de 6 horas e 20 minutos. Desde o ano passado, o turno mudou para 8 horas e 20 minutos, com uma hora de descanso”, afirma Huellem Ferreira, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Ananindeua e Marituba. “Assim, os ônibus ficam parados uma hora no fim da linha. Isso é pior para a população e para o trabalhador, que fica mais tempo exposto aos criminosos”.

Segundo ele, outras questões, como salubridade e salário, também estarão em pauta. “Foi aprovado o reajuste da tarifa, mas esse valor não chegou ao salário do trabalhador e nem ao usuário, que continua com os ônibus sucateados”, continuou Huellem.

Esta é a quarta mesa de negociação da categoria. Os trabalhadores afirmam que, se não houver resposta positiva às reivindicações, a categoria deverá entrar em estado de greve na próxima semana, deixando o transporte aberto aos passageiros, sem cobrar tarifa.

“A categoria está muito descontente, e não viu avanços na negociação. Na próxima segunda-feira (16), será realizada a nossa assembleia. Mas se houver resposta negativa, é certa a aprovação do estado de greve. Paralisando, vamos deixar a “catacra livre”, para não prejudicar a população”, completou Huellem.

Fonte: DOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here