16 execuções em apenas 24 horas na Grande Belém

0
69

Moradores dos bairros do Paar (Ananindeua), Curuçambá (Ananindeua), Val-de-Cans, Marco, Sacramenta, Tenoné, Outeiro e Jurunas viveram momentos de terror após 16 mortes registradas em menos de 24h desde a madrugada desta quinta-feira (12). Entre as vítimas dos atentados, está o filho de um agente prisional que foi executado dentro de casa.

O primeiro caso aconteceu por volta das 19h, quando dois encapuzados em uma moto alvejaram um rapaz, que ainda não teve a identidade revelada. O crime aconteceu no bairro do Curuçambá, em Ananindeua.

Momentos depois, um rapaz de 19 anos foi morto a tiros no bairro do Paar, também em Ananindeua. Rony Amaral estava dentro de casa quando homens armados invadiram a residência e efetuaram sete disparos. Ele morreu na hora.

Seguindo para Belém, meia hora depois um novo caso de polícia foi registrado. Dois homens foram perseguidos e mortos por integrantes de um carro prata, próximo a travessa Mariz e Barros com a rua São Francisco Xavier, no bairro do Marco. De acordo com o interativo da área, uma equipe policial está no local.

Cerca de uma hora depois, mais uma morte foi registrada, mas no Conjunto Paraíso dos Pássaros, bairro de Val-de-Cans, também em Belém. Informações iniciais indicaram que a vítima, um homem, dono de um salão de beleza, foi alvejada por uma dupla que estava em um carro branco. O homem morreu próximo ao local onde trabalhava.

O número de mortos aumentou para seis depois que mais um jovem, de 18 anos, foi morto na rua Cláudio Bordalo, próximo ao antigo Casota, no bairro da Sacramenta. A vítima foi alvejada sem piedade com cinco tiros na cabeça. Até então a polícia aguardava a chegada do IML para fazer a remoção do corpo.

Já por volta das 21h, um homem identificado apenas como “PitBull” morreu no bairro do Tenoné após ser alvejado por homens em um carro prata, no conjunto Maria Helena Coutinho.

Em Outeiro, Raimundo da Paixão Andrade Gomes, de 47 anos, foi executado na madrugada da quinta-feira (12), dentro da própria casa, localizada na estrada Tucumeira . Os assassinos chegaram ao local de carro, bateram na porta e alvejaram a vítima.

Na manhã de quinta, no bairro do Jurunas, em Belém, seis pessoas morreram nas mãos de um grupo de atiradores.

Ainda segundo a Polícia Militar, esse mesmo grupo de atiradores no Jurunas fez duas outras vítimas logo em seguida, na avenida Roberto Camelier com a travessa Santo Antônio. Os baleados, que não foram identificados, também foram encaminhados ao PSM da 14, mas não resistiram e morreram.

Fonte: DOL

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here