Acusado da morte do Prefeito de Tucuruí é condenado por uso de documento falso

O réu ainda responde como suspeito de três homicídios

0
206
Foto de Policia Civil

Bruno Marcos de Oliveira, de 22 anos, pegou quatro anos de prisão e ainda responde por outros três homicídio, incluindo de Jones William.
O juiz Flávio Sánchez Leão prolatou, no final da manhã desta segunda-feira, 12, sentença condenatória de Bruno Marcos de Oliveira, natural de Sergipe, de 22 anos, por uso de documento falso. O réu ainda responde como suspeito de três homicídios, um deles contra o prefeito de Tucuruí, Jones William, além de crime contra o patrimônio. A pena aplicada ao réu foi de quatro anos e três meses de reclusão e será cumprida em regime inicialmente fechado, conforme previsto na sentença.

Os documentos apreendidos com o réu tratavam-se de Registro Geral e Carteira de Habilitação, ambas do Estado do Maranhão. Nos documentos adulterados constava a foto de Bruno Marcos, mas em nome de Anderson Barros do Nascimento.

No relatório, a Polícia Civil esclareceu que o acusado tinha contra si três mandados de prisão. Um deles expedido pelo juiz de Tucuruí, pelo assassinato a tiros do prefeito Jones William, vítima de uma emboscada em julho do ano passado. O réu também responde por outros dois homicídios, com mandados de prisão expedidos pelo juízo de Itaituba e pelo Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE).

Fonte: Tribunal de Justiça do Pará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here